domingo, 4 de agosto de 2013

CASAMENTO CAIPIRA



PROFESSORA RESPONSÁVEL: RENATA SOUSA LIMA
TURMA DA MONICA -4º ANO A
Casamento caipira de Jesuíno e açucena

O padre chega à capela com o coroinha:

Padre: Ê meu filho, que bom que vai ter mais um casamento.
Coroinha: É mesmo, Graças a Deus.
Padre: Vamos acabar de arrumar as coisas até o povo chegar.
Eles continuam a arrumação, e alguns convidados chegam, até que o pai do noivo, Tonico chega perguntando:

Tonico: ô Seu Padre, me dá um anador?
Padre: Pra que? Tá com dor de cabeça?
Tonico: Não, to com dor de dente.
Padre: Ih, não tenho não. Só em casa mesmo.
Tonico insatisfeito e com dor, sentou se em um banco. Logo D. Maricota, chega com a filha Penha (e também madrinha) reclamando do casamento:

Maricota: Ah filha, que mau gosto do seu irmão. Escolher aquela amalera empombada.
Penha: Pois é mãe. E o pior que ela nem é chique como nós.
Maricota: Então, e aquela mãe dela fofoqueira e sem vergonha?
Penha: Tadinho do meu irmão, ele não merecia fazer parte daquela família de ovo choco.

O padre olha com a cara feia para elas:
Padre: Que tal fazer silêncio?
Maricota: Desculpa.
Penha: Desculpa.
Tonico vira se para as duas e pergunta:
Tonico: Você tem um anador pra me dar, to com uma dor de dente...
(ele fará isso com todas as personagens)
O pessoal chega, e a marcha nupcial inicia. Entra a mãe da noiva acompanhada da mãe. No meio da entrada da capela, a noiva protesta:
Genoveva: Eu te falei mãe. Aquele leitão desmamado não ia casar comigo.
Juvelina: Filha, o seu pai e o delegado foram buscar aquele covarde na unha.

Tonico interrompe as duas, e pergunta pelo anador. Ambas respondem NÃO.
Tião, melhor amigo de Chico, entra choramingando:
Tião: Ah não, não deve ser possível.
Padre: O que foi meu filho?
Tião: Padre, faz o Chico desistir dessa bobagem de casamento.
Padre: De jeito nenhum. Tá feito já, ele vai casar sim.
Tião: E com quem que eu vou beber todas?
O padre desaprova a cabeça (tsc).
Tião é repreendido por Tonico, sendo perguntado pelo anador. Diz não.
A amiga e madrinha da noiva, Januária diz a Genoveva:
Januária: Eu falei Genoveva, pra você não piscar pra aquele sem vergonha. Falei prá piscar pra algum rapaz bonito da cidade. Agora que o seu pai viu, não vai ter outra saída.
Genoveva: Mais eu tava piscando pro rapaz bonito, mais o pai estava bêbado e achou que era pra aquela marmota do Chico. E outra coisa, o moço bonito não tava nem aí comigo. Só queria se amostrar no carro dele.

O padre pede pra que todos esperem pelo noivo.
Até que uma falação e gritaria vêm lá de fora. O noivo está sendo trazido pelo delegado e pelo sogro:
Chico: Olha aqui seu Genaro, já falei mais de mil vezes:
Eu não vou casar com a Genoveva não. Não tô preparado.
Genaro: Vocês vão casar sim, já está tudo pronto, e eu não mandei você piscar pra minha filha, que é uma moça de respeito.
Delegado: É verdade, se piscou, tem que casar.
Chico: Mas eu num pisquei pra filha dele, seu delegado. É que ela tava mexendo muito com os olhos e eu fui ajudar ela tirar o cisco que entrou. Não é mesmo, Genoveva?
Genoveva: O que? Você pára de besteira, Chico Lampião, olha o que você vai falar.
Genaro: (Junta o noivo pelo braço) Fala que não vai casar Chico, fala!
Tião: Fala que não, prá nos ir beber umas pinga no buteco!
Januária dá um tapa em Tião, em sinal de respeito.

O delegado pega pelo o outro braço e repete:
Delegado: Fala, fala que não vai casar. O meu facão tá afiadinho.
Maricota: Seu Genaro, larga meu filho, que eu criei tão bem pra casar com essa feiosa que nem lava os pés pra dormir.
Genoveva: É Mentira, é mentira. A senhora, dona Marica, tá levantando falso de mim.
Dito: Ah, conta outra. Parece que você dorme com um gambá. Eu falo isso porque eu durmo no mesmo quarto que ela.
Genoveva: E você fica calado aí, seu espantalho.
Tião: Até o irmão dela... Coitada!
Maricota: Sua galinha d’angola da cara pintadinha. Assanhada! Regateira! Não é verdade, Penha?
Penha: É isso mesmo mãe, não deixe barato. Ela só que a herança dele. Interesseira.
Juvelina: (solta uma gargalhada) Quem vê pensa, ele não têm dinheiro nenhum e além de tudo, é muito feio. Parece um galo de briga arrepiado!
Penha: Mas que veia chata, e você que é feia e fofoqueira.
Padre: Gente, para com isso.

O delegado e Genaro soltam Chico, que fica cambaleando.
Tonico aparece no meio da briga e fala:
Tonico: Alguém tem um anador pra me dar, to com uma dor de dente...
Todos respondem que não, daí Chico dá a pinga pro pai:

Chico: Pai, bebe pinga que é bom demais pra sarar dor.
Tonico: Até dor de dente?
Chico: Até dor de barriga...
Padre: Até parece... se fosse assim...
Dito:  Mas é verdade, seu Padre,  esses dias tava com lombiga, daí eu bebi muita pinga e não deu tempo de ir no banheiro... foi tudo nas calças... daí...
Padre: Chega...
Dito: Mas padre, sujou o chão tudo...
Padre: Chega... Vamos acabar logo com essa bagunça e casar os dois.
- Silencio!
Genoveva: (põe as mãos pro céu e agradece) Até que enfim,vou desencalhar. Que beleza! Brigado, S. Antonio

Todos se organizam nos seus lugares.
Dito: Mãe, a Maricota tá jogando charme no pai, você vai deixar?

Juvelina: É bom você não passar perto do meu marido de novo, senão eu vou te bater. Sua regateira!
Maricota: Bem capaz que eu vou querer esse homem feio e fedorento! Chega meu fio que tá casando com essa feiosa e meu marido com dor de dente!
A noiva entristece.
Juvelina: Não chora não! Depois eu ensino pra você como é que se educa uma sogra!
Padre: (Irritado) Fiquem quietas, vamos fazer logo esse casamento. Dona Genoveva, aceita Seu Chico como seu marido, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, até que a morte leve algum dos dois pro cemitério?
Genoveva: (sorridente) É claro que sim, seu padre...
Assustado, Chico se afasta.
Padre: Senhor Chico, aceita dona Genoveva como sua esposa, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, até que a morte leve algum dos dois pro cemitério?
Chico não responde, olha pra Genaro que lhe encara, e depois olha pro delegado que alisa o facão. Tião acena com o dedo, indicando negação.
Chico: Sim, seu Padre. e com todo o gosto, porque não tem outra saída...
Padre: Então não tem mais jeito, vocês já estão casados! E nada de beijar a noiva, pra modo não escandalizar ninguém!
Dona Juvelina faz um drama, e seu Genaro o ampara:
Genaro: Juvelina. Ô meu Deus, o que foi agora? Ajuda aqui Dito.
Januária: Ai, que calor! (abana-se com as mãos) essa roupa tá pinicando.
Maricota: Não estou gostando disso!
Penha: Liga não, mãe, é frescura dessa veia fuxiquenta.
Genoveva: Olha lá como você fala da minha mãe, hein.
Dito: Minha mãe só fala a verdade, vio.
Penha: (Risada) Viu, eu não to mentindo.
Maricota: Dona Juvelina, cuidado pra não morder na língua, senão você pode morrer envenenada.
Juvelina: (se recupera) Ah, fica quieta aí, sua sem vergonha. Vai catar coquinho...
Eu me emocionei... (finge limpar lágrimas)
Os noivos se abraçam, e Chico pede silêncio.
 Chico: E agora, pessoal, vamos pra festança. Quero ver todo mundo dançando.
Seu Tonico, diz que quer falar alguma coisa:
Chico: Gente, meu pai quer dizer uma coisa, fala pai!!
Tonico: Alguém tem um anador aí?
Maricota: Padre, só faltava essa... Viva Santo Antônio, Viva São João e Viva São Pedro.
Todos: Viva

sábado, 3 de agosto de 2013

FESTA JUNINA




















quinta-feira, 30 de maio de 2013

LEMBRANCINHA CHINELINHO


























LEMBRANCINHA : PORTA BIJU PARA AS MÃES DOS MEUS ALUNOS.
UFA!!!!!!!!DEU TRABALHO ,MAS FICOU LINDINHOS!..........

LEMBRANCINHA PARA REUNIÃO DE PAIS





LEMBRANCINHA DA REUNIÃO DE PAIS DO 1º BIMESTRE.

PAINÉIS DIA DAS MÃES



FEITOS PELA SECRETARIA EUNICE

PAINÉIS EM EVA










PAINÉIS FEITOS POR MIM E PELA SECRETÁRIA DA ESCOLA EUNICE.